Como a troca de marca de medicamento prejudica a saúde da tireoide?

Poucos sabem, mas a troca de marca de medicamento prejudica a saúde da tireoide.

Passou a ser comum em todo o mundo que a prescrição desse medicamento fosse trocada por alguma outra marca, um medicamento genérico ou mesmo produtos manipulados.

Apenas recentemente alguns estudos conceituados em países da Europa começaram a apontar os problemas de trocar a marca da levotiroxina para a saúde.

Para saber quais os riscos dessa mudança, continue até o final do artigo.

A bioequivalência

Quando o paciente troca a marca, embora se mantenha a substância e a dose, fatores como a porcentagem e a absorção desse medicamento pelo organismo influenciam na sua eficácia. É o que chamamos de bioequivalência.

Um estudo realizado pelo Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Metabologia trouxe os danos que a troca de medicamentos pode causar ao paciente.

O estudo leva em consideração que, em busca de baratear os custos dos medicamentos, as pessoas colocam a sua saúde em risco. Isso porque os efeitos dessa medicação perdem a linearidade e, portanto, sua eficácia.

A cada mudança de marca ou formulação, o organismo absorve essa medicação de maneira diferente. O resultado, de acordo com a pesquisa, foi de que os pacientes acabavam subtratados.

Em alguns casos, foi notado o aumento exagerado da função da glândula tireoide, chamado de hipertireoidismo. Em outros, o hipotireoidismo continuava no mesmo nível.

Por isso, é tão importante manter a regularidade da marca utilizada para o tratamento.

Leia também: Quais são os perfis para doença da tireoide?

E quando o remédio está em falta?

Existem casos em que a marca de algum medicamento falta na farmácia ou simplesmente deixa de ser produzida, ou seja, sai de linha. Ou mesmo, se o próprio paciente opta por mudar de marca.

Nesses casos, é preciso conversar com o médico para que ele auxilie nessa transição de forma menos prejudicial possível. É muito importante refazer os exames da tireoide entre 3 a 4 semanas após a mudança da medicação.

Também é necessário ficar muito atento às mudanças provocadas pela medicação. Muitas vezes, os sintomas aumentam ou diminuem. 

Não pense que é normal a persistência desses sintomas. Monitorá-los e repassar ao seu médico qualquer mudança de medicamento, e também como você se sente, é essencial para cuidar da saúde da sua tireoide. 

Eu espero que este artigo te ajude a entender por que a troca de marca de medicamento prejudica a saúde da tireoide.

Para mais informações, siga minhas redes sociais e inscreva-se em meu canal do YouTube.

Até a próxima!

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo