O que são nódulos da tireoide?

O objetivo deste artigo não é criar alardes sobre os nódulos da tireoide. Entretanto, esse é um assunto sério que precisa ser tratado como tal. Sendo assim, foi pensando em tirar suas dúvidas sobre o tema que escrevi o conteúdo abaixo.

Nas próximas linhas você vai entender o que são nódulos da tireoide, como identificá-los e ao descobri-lo, que providências tomar.

Doenças da tireoide, assim como os nódulos, costumam ser alvo de muitas dúvidas, estudos e suposições.

Contudo, ficar no campo do achismo não é uma boa opção quando se trata da saúde. E desta forma, é importante que a pessoa procure pela informação certa ou por um médico especialista sempre que identificar algo de anormal no seu corpo ou na sua tireoide, a exemplo dos nódulos.

Portanto, se você tem questionamentos não respondidos sobre o assunto, faça a leitura até o final para verificar se conseguiu esclarecê-los.

Combinado?

O que são nódulos da tireoide?

A primeira dúvida que preciso explicar é com relação ao aparecimento dos nódulos da tireoide

Pode-se pensar que eles só surgem em pessoas que tem alguma doença de tireoide, mas ao contrário do que se pensa, eles podem aparecer em pessoas que não tem problemas desse tipo, também.

Sendo assim, o nódulo da tireoide é uma bolinha, aparente ou não, que surge na região da glândula da tireoide. 

Ele é percebido por meio da palpação feita pela própria pessoa ou pelo médico enquanto toca a região do pescoço.

Nós abrangemos a região do pescoço, porque não se pode negligenciar a palpação dos gânglios que ficam na lateral do pescoço em sentido as orelhas. Os nódulos da tireoide podem ser percebidos nesta região, também.

Os nódulos da tireoide merecem nossa atenção porque eles podem se tornar cânceres. Desta forma, é preciso entender como se detecta, como ele se desenvolve e o que deve ser feito após o aparecimento.

Quando devo me preocupar com o nódulo da tireoide?

Dada a importância de se observar o surgimento de nódulos na tireoide, quero reforçar essa questão, listando alguns pontos de atenção.

A lista abaixo pode servir como um checklist a fim de identificar (superficialmente) se você pode, ou não, ter um nódulo da tireoide.

Sendo assim, você deve verificar o seguinte:

1) O tamanho do nódulo

O exame mais indicado para definir o tamanho do nódulo é o ultrassom. Se o nódulo tiver mais do que 1 cm é necessário dar uma atenção especial, pois pode se tratar de uma situação mais grave.

2) Perda de peso inesperada

Começar a perder peso rapidamente e sem uma causa aparente, é um sinal que precisa de atenção.

3) Dificuldade de engolir

É preciso perceber se existe dor ao engolir ou beber água, principalmente se você não estiver com alguma outra doença que cause esse desconforto, como uma infecção de garganta.

4) Mudança na voz

Quando as pessoas percebem e indicam que a sua voz está estranha ou rouca.

5) Aumento dos gânglios

Quando você palpa o pescoço (e em volta dele) e percebe que existem bolinhas por ali, principalmente quando não existe um motivo justificável para a presença delas.

6) Dor ou desconforto na área do pescoço

Se você não tiver uma doença que justifique tal dor, ela pode ser considerada uma suspeita.

7) Nó visível e irregular no pescoço

Em alguns casos é possível ver uma protuberância no pescoço. Se houver essa desconfiança é preciso ficar atento e procurar fazer uma ultrassom.

8) Sintomas de hipertireoidismo

Apresentar sintomas de hipertireoidismo, como por exemplo, perda de peso, palpitações, sudorese, nervosismo e intolerância ao calor, pode estar relacionado a presença de nódulos.

Além dos pontos citados acima, é importante ficar atento ao aparecimento de nódulos em pessoas com menos de 20 anos e mais de 70.

Para saber mais sobre hiper e hipotireoidismo baixe meu e-book gratuito:

Se eu tenho um nódulo, o que devo fazer?

Uma vez que a pessoa identifica a presença de um nódulo da tireoide, o primeiro passo a ser dado é procurar um médico especialista.

No meu caso, quando identifico um nódulo, faço a avaliação holística da vida do paciente, ou seja, avalio sua saúde como um todo e peço exames de sangue para complementar tal avaliação.

Em seguida, solicito o ultrassom da tireoide, que é o exame mais indicado para conhecer o nódulo e ter certeza se ele está mesmo por ali.

O profissional que fizer a ultrassom vai elaborar um laudo caracterizando o nódulo. Neste laudo ele deve descrever a presença ou não de vascularização, se ele tem calcificações e se possui deformidades.

Além disso, ele vai descrever no laudo o que nós conhecemos como Padrão Chammas. Esse Padrão serve para classificar a complexidade de um nódulo de 1 a 5, sendo que 5 é o padrão mais grave.

Dito isto, é preciso entender que a dúvida permanece quando o Padrão classificado é de 3 e o nódulo possui em torno de 1 cm. Neste caso, o ultrassom não conseguiu identificá-lo assertivamente e será necessário aplicar um outro exame.

Para confirmar se o nódulo é um câncer ou não, é preciso empregar o PAAF, ou seja, a punção com agulha fina.

O que é o PAAF?

O exame do PAAF é um procedimento simples.

Por meio de uma anestesia local o profissional vai inserir uma agulha no nódulo e puncionar, com direcionamento do ultrassom, para aspirar um pouco do conteúdo no interior do nódulo. Este conteúdo é encaminhado para um exame anatomopatológico onde se analisa a constituição do mesmo.

Os nódulos podem ser constituídos de gordura ou podem ser nódulos colóides que, por sua vez, não caracterizam cânceres.

Se no PAAF for identificado uma lesão grave a exemplo de um carcinoma, o médico vai definir o melhor tratamento individualizado.

A importância da informação correta

Ao descobrir um nódulo de tireoide, você não precisa se desesperar, pois boa parte dos nódulos é benigno.

O mais importante a se fazer é procurar um médico, buscar se informar e realizar os exames necessários antes de deixar que inúmeras suposições tomem conta dos seus pensamentos.

O tratamento poderá ser feito com medicação ou com uma cirurgia, conforme o médico constatar que é necessário.

Contudo, a investigação é um passo importante do processo e quanto antes for feita, melhor será para a sua saúde e bem estar.

Para saber mais sobre o assunto, conheça meu Canal no Youtube e se inscreva para não perder nenhum vídeo novo.

Você também pode gostar de ler: Mitos e verdades sobre a tireoide: quais você já ouviu?

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo