Mitos e verdades sobre a tireoide: quais você já ouviu?

Os problemas de tireoide são cercados por mitos e verdades.

Já reparou que, quanto menos um assunto é bem esclarecido, mais se proliferam informações falsas sobre ele? Assim, até mesmo os fatos acabam colocados em xeque.

O artigo de hoje aborda os principais mitos e verdades sobre a tireoide.

Para tirar suas dúvidas e aprender mais sobre a saúde da sua tireoide, continue até o final do artigo.

Hipotireoidismo pode causar obesidade

Mito. Na literatura médica, existe uma associação entre os baixos níveis dos hormônios da tireoide e um eventual ganho de peso. Afinal, os níveis desregulados de T3 e T4 afetam a produção de progesterona, testosterona e os níveis de insulina no sangue.

Esse quadro favorece um ganho de peso mais relacionado à retenção de líquidos. No entanto, a obesidade é uma doença multifatorial e não está comprovada nenhuma relação de causa-efeito entre obesidade e hipotireoidismo.

Embora o paciente obeso que está com hipotireoidismo pode se beneficiar muito ao tratar corretamente a tireoide, como veremos adiante.

Tomar hormônio da tireoide (ou ter hipertireoidismo) emagrece

Mito. Há quem relacione o hormônio da tireoide ao emagrecimento porque, em situação de hipotireoidismo, fazer uso do hormônio reequilibra todos os outros hormônios. No entanto, este é o resultado de um medicamento indicado a partir de uma análise global do paciente, visando a saúde de todo organismo.

Assim, o emagrecimento pode ser uma das consequências ao iniciar o tratamento para o hipotireoidismo. Mas, esqueça a ideia que tomar hormônio isoladamente pode ajudar a emagrecer. Inclusive, é muito perigoso.

Alterações na tireoide podem ser descobertas em exame de sangue

Verdade. O exame de sangue tem por objetivo identificar os níveis dos hormônios na tireoide no sangue. Mas, para um diagnóstico preciso e completo, outros exames complementares podem ser solicitados pelo médico.

Além disso, outros aspectos do paciente devem ser levados em conta na ocasião do diagnóstico, tais como a aparência dos olhos, dos pés, das mãos. Também é importante saber quais sintomas o paciente está manifestando e, a partir disso, traçar o diagnóstico.

Todo mundo deve fazer ultrassom da tireoide e remover os nódulos, se existirem

Mito. Nem sempre fazer ultrassom é necessário, mesmo que exista o diagnóstico dos nódulos na tireoide. Cerca de 60% da população desenvolve nódulos na tireoide em algum momento da vida.

Entre esses, apenas 5% desenvolvem nódulos malignos. Por isso, nem sempre é necessário fazer a retirada.

Realizar ultrassonografia na região deve ser somente com recomendação médica. Tudo depende dos sintomas que o paciente reporta e da saúde em geral.

Os sinais mais comuns de nódulos malignos na tireoide são rouquidão, dor na região da tireoide, dificuldade para engolir e tosse incessante. Diante desses sintomas, busque ajuda médica.

Quanto mais iodo, melhor para a tireoide

Mito. Para a fisiologia – e também para a maior parte das situações da vida – nada em excesso é bom. Muita gente associa a falta do iodo com os problemas de tireoide. O que poucos sabem é que o seu excesso é igualmente prejudicial.

O iodo é essencial ao organismo e sua deficiência pode causar até mesmo doenças degenerativas. Porém, não significa que deve ser suplementado em excesso. A dose certa é aquela receitada pelo seu médico.

Doenças de tireoide afetam a gravidez

Verdade. A gravidez é uma fase de mudanças hormonais intensas que devem ser acompanhadas bem de perto. Já existem estudos que relacionam os problemas de tireoide a quadros de anemia em gestantes e riscos aumentados de aborto espontâneo, hemorragia pós-parto, diabetes gestacional, entre outros.

Falei sobre o assunto neste artigo, se você quiser se aprofundar.

Doenças de tireoide só atingem adultos

Mito. Inclusive, existe uma doença rara chamada hipotireoidismo congênito, onde a criança já nasce com o funcionamento da tireoide comprometido. Essa condição pode ser detectada logo no teste do pezinho para ser tratada imediatamente, sob pena de danos irreversíveis ao desenvolvimento.

Além disso, crianças podem desenvolver o hipotireoidismo e a doença de Hashimoto. Ambas as patologias prejudicam o crescimento, a capacidade de concentração e o aprendizado. Portanto, precisam de diagnóstico e tratamento.

Eu espero que este artigo ajude você a esclarecer alguns mitos e verdades sobre a tireoide.

Quer saber tudo sobre hipo e hipertireoidismo? Baixe agora mesmo meu e-book gratuito que reúne informações valiosas sobre ambas as condições.

Baixe grátis: O que é hipo e hipertireoidismo.

Até a próxima!

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo