Qual a relação entre fibromialgia e tireoide?

Dr, todo dia eu acordo como se um caminhão tivesse passado por cima de mim. Dói da cabeça aos pés. Pode ser fibromialgia?” Essa pergunta lhe é comum? Pois bem, no artigo dessa semana eu vou respondê-la, assim como, esclarecer a relação que existe entre fibromialgia e tireoide.

Afirmações desse tipo são mais comuns do que se possa imaginar. Contudo, poucas pessoas conseguem ter certeza sobre a doença que a acomete.

A fibromialgia é silenciosa e pode ser confundida com outras doenças caso não se faça um diagnóstico assertivo.

Por este motivo e devido às inúmeras perguntas que eu recebo sobre fibromialgia e tireoide, resolvi escrever este conteúdo.

Sendo assim, nas próximas linhas você vai conhecer a relação entre fibromialgia e tireoide, de que forma se faz um diagnóstico seguro e quais são as maneiras de tratamento desta doença.

Para conferir, continue comigo até o final da leitura.

Qual a relação entre fibromialgia e tireoide?

Antes de qualquer coisa, eu preciso esclarecer o que é a fibromialgia.

Quando a pessoa sente muitas dores em várias partes do corpo, em pontos que ela não consegue estabelecer uma ligação com qualquer outra doença, logo vem em mente a fibromialgia.

O nome fibromialgia está ligado a questão das fibras presentes nos músculos do corpo humano, que por sua vez estão por toda parte da estrutura corporal. Ou seja, se a pessoa é portadora de fibromialgia, todo e qualquer lugar que tenha músculos vai doer.

Fibromialgia e tireoide tem relação, pois a pessoa que possui hipotireoidismo apresenta dores no corpo e cansaço excessivo com mais frequência. E neste caso, a dor no corpo recebe um outro nome, ela é chamada de miosite.

A miosite surge em pessoas com hipotireoidismo por conta das lesões musculares causadas pela ação dos hormônios da tireoide. E por este motivo é preciso saber diferenciar ambas as situações.

Logo, a investigação ou acompanhamento da tireoide se faz necessário para descartar possíveis quadros de fibromialgia.

Para saber mais sobre hiper e hipotireoidismo baixe meu e-book gratuito.

Como diagnosticar a fibromialgia?

Até que seja diagnosticada, a fibromialgia é cercada de dúvidas. 

A pessoa acorda pela manhã cheia de dores musculares sem entender porque aquilo está acontecendo e ao procurar um médico, que por muitos vezes não está preparado para diagnosticar a fibromialgia, relaciona as dores ao emocional da pessoa, sem investigar outros padrões.

O emocional pode influenciar na fibromialgia, mas ele não é o ator principal.

Desta forma, o diagnóstico não é algo simples de ser feito. Alguns exames podem ajudar no esclarecimento da questão, contudo, não existe um exame de sangue ou de laboratório que indique a fibromialgia exclusivamente.

O resultado final depende da análise de diversos fatores ligados ao estilo de vida da pessoa, e também, da saúde da tireoide.

Mesmo diante desta dificuldade no diagnóstico, a fibromialgia deve ser descoberta, tratada e corrigida pelo médico junto com o paciente, pois a confirmação da doença não é algo que fica no campo do achismo.

Na literatura médica existem informações valiosas sobre como diagnosticar, quais perguntas devem ser feitas ao paciente, quais são os pontos doloridos e de que forma se deve tratar, uma vez confirmada a fibromialgia.

Tratamento da fibromialgia

Existem alguns pontos que ao serem pressionados doem bastante. A pessoa com fibromialgia pode sentir dores na região cervical, ombros, costas, braços, coxas e em diversos lugares onde se tem músculos.

A dor parece não ter causa e nem uma descrição.

Desta forma, muitos pacientes ficam perturbados e procuram por ajuda médica. Ou seja, por algum tratamento que possa aliviar ou eliminar esta condição.

Felizmente, existem diversas formas de tratamento para um quadro de fibromialgia ou miosite. 

Desta maneira, se pode tratar a fibromialgia a partir de fatores:

  • Fisioterápicos;
  • Psicológicos;
  • RPG;
  • Acupuntura; 
  • Injeções locais; 
  • Reposição de vitaminas, minerais e aminoácidos;
  • Antidepressivos;
  • Analgésicos;
  • Relaxantes musculares.

E como falei anteriormente, uma investigação e análise das condições da tireoide são importantes no tratamento da fibromialgia.

Você também pode gostar de ler: 5 dicas para melhorar sua tireoide

Dor muscular versus dor nas articulações

Quando se fala em dor muscular, não se deve confundir com as dores nas articulações.

A dor muscular se dá na carne do corpo. Ao pressionar alguma parte que tem carne, o paciente sente uma dor desconfortável.

Já a dor nas articulações se dá em lugares como punho, dedos, pé, joelho e cotovelos.

Ambas são diferentes e requerem cuidados diferenciados, também. A dor na articulação pode ser uma osteoartrose ou uma osteoartrite, sendo coisas bem distintas da fibromialgia ou da miosite.

À vista disso, pode-se entender que fibromialgia e tireoide tem relação e que essa última precisa ser controlada para que as dores realmente melhorem a partir dos tratamentos que citei acima. 

Para saber mais sobre o assunto acesse meu Canal no Youtube e se inscreva para não perder nenhum vídeo novo.

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo