Efeitos do Álcool no Funcionamento da Tireóide
  • Post author:
  • Post category:Tireoide

Já vou te dizer logo de cara: se você achava que tinha alguma chance de eu falar bem do álcool, sinto lhe informar que não.

Em certas épocas do ano, como na chegada do verão, o consumo de bebidas alcoólicas costuma ser mais frequente e elevado ainda. E isso já é preocupante por todo o dano que ele causa na nossa saúde.

Agora… Imagina para quem tem disfunções na tireoide?!

O consumo excessivo de álcool pode debilitar a atividade da tireóide, piorando os sintomas do hipotireoidismo por uma série de favores que se ligam direta ou indiretamente ao funcionamento da glândula.

Os principais atingidos são o fígado e as glândula adrenais.  Com o enfraquecimento das adrenais, também vem o desaceleramento da tireoide, afetando assim o sistema digestivo e imunológico.

Banner Convite Curso A Chave Mestra da Saúde

Sobre o fígado, o impacto do álcool nele é super negativo para pacientes de hipotireoidismo, porque este órgão desempenha uma função importante na conversão de T4 para T3.

Além disso, o fígado é bem conhecido por sua função em processos de desintoxicação do corpo. E um fígado fraco pode ser pior ainda para um paciente com hipertireoidismo ou doença de Graves, pois normalmente o mesmo toma remédios como o metimazol ou o propiltiouracil e precisa de um fígado na melhor condição possível para fazer a desintoxicação. Ao colocar pressão sobre o fígado, isso também afeta a digestão e pode até levar a uma condição como a síndrome do intestino solto.

Acha que é só isso? Infelizmente não.

Há outros problemas relacionados com a tireóide e seus sintomas.

O álcool pode interferir com a produção de ácido clorídrico e levar a problemas na digestão dos alimentos, dificultando a absorção de nutrientes. Pode também causar danos diretos à mucosa intestinal, resultando em problemas de permeabilidade intestinal e provocar uma consequente resposta autoimune, que ainda por cima piora ou conduz à doenças como a tireoidite de Hashimoto e a doença de Graves.

Ah, e além de causar danos ao sistema digestivo e imunológico, também causa ao sistema nervoso! O que nos leva à questão da depressão, muito comum em pacientes com hipotireoidismo. E essa relação com o álcool pode ser muito perigosa, pois pode criar um ciclo agravante.

A depressão causada pelos sintomas do hipotireoidismo pode levar a um maior consumo de álcool, pois ele dá aquele breve alívio que dura algumas horas mas que pode causar efeitos negativos logo em seguida e à longo prazo. O álcool desencadeia um processo inflamatório no cérebro, que altera a bioquímica e, consequentemente, as transmissões elétricas entre as sinapses.

Ou seja, a pessoa tenta resolver um problema e acaba causando outro, além de intensificar mais o que já tinha.

E aí, já foi o suficiente para começar a cuidar mais o consumo de álcool?

Bom… Eu poderia continuar listando mais uma série de malefícios do álcool que se interligam com a tireóide, mas acabaria escrevendo um e-book de tantos que existem.

Mas eu quero que você me diga… Gostaria que eu continuasse escrevendo sobre o assunto? Quer saber os demais malefícios à saúde geral e à tireoide?

Então me diga lá no meu instagram @doutortireoide . Se houver real interesse seu e das outras pessoas, farei mais publicações para te contar o resto, tá bom?