As doenças da tireoide tem cura?

Quando se tem uma doença, seja ela grave ou não, a primeira coisa que vem a cabeça é sobre a possibilidade cura. Mas o que é estar curado afinal? Será que as doenças da tireoide tem cura?

Essas e outras perguntas serão respondidas no artigo desta semana, pois o questionamento sobre a possibilidade de cura sempre chega até mim no consultório ou nas redes sociais do Dr. Tireoide.

Diante de uma doença tireoidiana que compromete a qualidade de vida do indivíduo, ou de uma patologia ainda mais grave, como as doenças autoimunes, pensar em curar-se é mais do que natural.

Contudo, o processo de cura é relativo, do meu ponto de vista.

E dada a relevância deste assunto, eu vou compartilhar com você o que eu entendo como cura, se as doenças da tireoide tem cura e o caso do hipertireoidismo, que merece a nossa atenção.

Para entender mais sobre essas questões, continue comigo até o final da leitura.

O que se pode entender como cura

Quando se pensa em um processo de cura, normalmente, se entende como a resolução total do problema, ou seja, melhorar e zerar a presença da doença na vida da pessoa.

Sendo assim, é muito comum receber clientes no meu consultório interessados em eliminar o problema de vez.

De fato, quando se fala no conceito de cura dentro do âmbito acadêmico, ele diz respeito ao desaparecimento total de uma condição ou doença.

Entretanto, do meu ponto de vista, o conceito de cura tem mais relação com o estado da pessoa e a sua evolução durante o tratamento das doenças da tireoide, do que com a eliminação total do problema.

Ou seja, estar curado tem mais conexão com um indivíduo equilibrado do ponto de vista alimentar, com o intestino em pleno funcionamento e sem disbiose, com o fígado limpo e equilibrado, com suas reações imunológicas controladas e por fim, com um indivíduo que esteja se sentindo bem.

Todas as manifestações acima são características de uma pessoa que apresenta melhora significativa no tratamento das doenças da tireoide e caminha, com sucesso, para um estado de cura.

As doenças da tireoide tem cura?

Como falamos anteriormente, é possível sim, alcançar um estado de cura quando se fala nas doenças da tireoide. 

Vejamos o exemplo de uma mulher que tem um nódulo tireoidiano e ao ser diagnosticada se descobre um câncer. Dentro dessa situação ela fará uma cirurgia e ficará praticamente curada do problema.

Já uma senhora que apresenta hipertireoidismo, uma hiperfunção da tireoide, terá que fazer um tratamento com medicação para controlá-la. E neste caso, não se chega na cura conceitual, mas sim em um tratamento que aumentará sua qualidade de vida.

À vista disso, situações de hipotireoidismo, hipertireoidismo e nódulos na tireoide são condições diferentes que requerem ações específicas por parte do médico.

Entenda mais sobre hipo e hipertiroidismo baixando meu e-book gratuito.

O caso do hipotireoidismo

Quando se fala em hipotireoidismo, se fala em uma questão mais delicada. Podendo progredir para uma doença autoimune, é necessário tomar cuidado com o conceito tradicional de cura.

Se o indivíduo desenvolve a doença de Hashimoto que é uma doença autoimune, ou seja, a pessoa agride seu próprio organismo com seus anticorpos, ele tem uma chance de cura bem menor do que com relação às outras doenças da tireoide.

Por que isso acontece?

Porque a reação autoimune é uma reação espontânea do corpo relacionada a uma série de causas que eu venho falando nos meus canais de comunicação como Youtube e Instagram.

Diversas são as causas desencadeadoras de uma reação autoimune e muitas delas estão relacionada ao estilo de vida da pessoa, como por exemplo:

Você também pode gostar de ler: Estresse e tireoide: como essas sensações impactam a saúde?

O que vai além da cura

Sendo assim, o que eu entendo como um indivíduo curado está muito mais relacionado com o seu bem estar do que com o desaparecimento total da doença.

As doenças da tireoide tem cura, sim. 

Contudo, pode-se compreender como cura uma melhora nas condições de vida, através de um sistema imunológico forte, de um intestino que funciona bem, da disposição para iniciar o dia a dia, da prática de exercícios físicos e do cultivo de uma rotina de alimentação saudável.

Todos esses aspectos darão ao portador de uma doença de tiróide, mais do que uma cura, uma vida longa e de qualidade.

Escutar o paciente voltando ao consultório para me dizer que está se sentindo bem, vai além da cura. 

Isso vale todo e qualquer esforço feito durante o tratamento ou no diagnóstico de uma doença da tireoide.

Leia mais: Quais são os perfis de risco para doença da tireoide?

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo