Dieta do carnívoro para a tireoide de Hashimoto: como funciona?

Você já ouviu falar na dieta do carnívoro para a tireoide de Hashimoto?

Estamos falando de uma doença autoimune, ou seja, onde o sistema imunológico reage contra suas próprias células.

Essa parece uma situação da qual temos pouco controle. No entanto, existe uma via 100% controlável por nós que impacta positivamente na tireoide de Hashimoto: a dieta.

A alimentação é um dos fatores que podemos usar para controlar os sintomas dessa condição. Hoje, vou falar sobre uma dieta relativamente nova: a dieta do carnívoro, a qual já ajudou alguns indivíduos com a doença de Hashimoto.

Continue até o final para entender como funciona a dieta do carnívoro para a tireoide de Hashimoto.

Noções básicas da dieta do carnívoro

A dieta do carnívoro ganhou repercussão após diversos pacientes diagnosticados com a tireoide de Hashimoto. Por isso, acredito que merece uma breve menção e introdução.

A lista de alimentos que compõem essa dieta inclui:

  • Carnes assadas;
  • Carne orgânica;
  • Ovos;
  • Laticínios e seus derivados, como manteiga, creme de leite e queijos;
  • Água, café e sopas.

Muitos pacientes com a tireoide de Hashimoto são sensíveis aos derivados de leite. Por isso, a recomendação é que sejam introduzidos à dieta em um segundo momento.

A recomendação da dieta carnívora para a tireoide de Hashimoto é, além de priorizar os alimentos acima, também evitar álcool, temperos artificiais e alimentos processados.

Você pode comer até se sentir saciado e alimentar-se na frequência em que sentir fome.

Assim, você organiza o seu ciclo de alimentação para os momentos de pico e queda de energia do organismo.

Banner Convite Curso A Chave Mestra da Saúde

Leia também: O que é hiper e hipotireoidismo

Como a dieta ajuda o paciente com Hashimoto?

Apesar dos estudos na área ainda não serem conclusivos, já existem evidências sobre a sua eficácia. Muitos pacientes com a tireoide de Hashimoto relatam encontrar alívio em seus sintomas ao aderir à dieta.

Os impactos vão desde ajudar na perda de peso até diminuir a intensidade dos sintomas dessa condição. Esses podem ser indicativos que a função tireoidiana melhorou de forma significativa.

Entre os efeitos dessa dieta, o principal deles é a influência positiva na microbiota intestinal. Afinal, sabemos que o desenvolvimento de diversas doenças auto-imunes – incluindo tireoide de Hashimoto – contam com suas origens no intestino.

Quando o microbioma intestinal encontra-se desequilibrado, as bactérias nocivas ao organismo podem entrar na corrente sanguínea. São essas bactérias que costumam desencadear reações imunológicas.

Esse desequilíbrio também resulta na alteração dos níveis de neurotransmissores, permite a entrada de invasores na corrente sanguínea, entre outras consequências.

Dessa forma, tudo que puder ser feito para controlar os sintomas dessa condição deve ser feito. É por isso que a dieta do carnívoro para a tireoide de Hashimoto pode ser uma boa alternativa.

Eu espero que este artigo seja esclarecedor a você! 

Eu acredito no poder da informação para a sua qualidade de vida.

Baixe grátis: O que é hiper e hipotireoidismo.

Espero que meus materiais te ajudem a viver com mais saúde.

Até a próxima!

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo