Consumo de açúcar e tireoide: entenda por que é prejudicial

Você sabia que consumo de açúcar e tireoide estão em um ciclo prejudicial para a saúde?

Na verdade, o açúcar está presente até onde não imaginamos. Por isso, é fundamental estar alerta sobre os seus efeitos no organismo e ciente de como evitá-lo.

Há 100 anos, não existia tamanha quantidade de açúcar concentrada em nossa alimentação como ocorre atualmente.

Estima-se que a população brasileira consome até 50% mais açúcar do que é considerado saudável para uma dose diária. Esse dado é da Organização Mundial da Saúde – OMS.

Conforme literatura científica, o açúcar causa alterações hormonais importantes que levam à resistência insulínica e, assim, afeta as funções tireoidianas.

Continue até o final para entender como o consumo de açúcar prejudica a tireoide.

O açúcar escondido

Muitas vezes, não percebemos que um alimento é rico em açúcar. Ele pode até mesmo ter um sabor considerado salgado, porém, ser rico em açúcares. Isso ocorre especialmente com itens industrializados e embutidos.

Outro fator pouco considerado é a frutose. O excesso desse açúcar, presente especialmente nas frutas, também é responsável por ativar os níveis de insulina no organismo. Tanto quanto o açúcar branco e os carboidratos.

A frutose é um problema principalmente quando consumida em suco. Isso porque as fibras responsáveis por auxiliar na metabolização se perdem, sendo necessário que o organismo dê conta de metabolizar esse açúcar todo por conta própria.

Ao liberar altos níveis de insulina, leptina, cortisol e outros hormônios, a tireoide fica prejudicada, afinal, a liberação dos seus hormônios T3 e T4 também atuam na regulação desses hormônios.

E o pior: ao subir a insulina, o organismo atinge picos de glicemia. Esse processo leva o organismo a armazenar mais gorduras. É esse processo que tem levado populações de diferentes regiões do mundo a desenvolver obesidade.

A obesidade, por sua vez, é outro fator de risco para as doenças da tireoide, pois mexe completamente com os níveis hormonais do organismo.

Pacientes com problemas de tireoide costumam contar com metabolismo mais lento. Assim, esses picos são ainda mais prejudiciais e as chances de armazenar gorduras, muito maiores.

Leia também: Quais os impactos da dieta paleolítica para a sua saúde?

E os adoçantes?

Os adoçantes podem representar uma poderosa armadilha para os pacientes com problemas de tireoide. Na ilusão de que estão consumindo menos açúcar, imaginam que podem comer maiores quantidades.

Existem estudos que criticam os adoçantes exatamente por isso. Não apenas porque o indivíduo imagina ser saudável, mas também porque a ingestão de adoçante não traz a sensação de saciedade. É outro fator que estimula a comer mais.

Por isso, ao usar adoçantes, o bom senso deve prevalecer. Inclusive, porque existem estudos associando os adoçantes a outros problemas, tais como alterações neurológicas. Lembre-se: nosso corpo reconhece aquilo que a natureza dá. Se o consumo de açúcar é ruim para as pessoas em geral, pacientes com problemas tireoidianos devem ter o dobro de cuidado com essa substância.

O consumo moderado é tudo! Converse com seu médico e com seu nutricionista para fazer a sua alimentação mais adequada à sua saúde.

Espero com este artigo ter esclarecido sobre consumo de açúcar e tireoide.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Até a próxima!

Dr. Eudes Taralo

Fascinado por ciência e pela compreensão do ser humano sob uma perspectiva integrada e global, o Doutor Eudes Tarallo nunca se conformou plenamente com a grande maioria das respostas oferecidas pela medicina ocidental comum.

Tudo que você precisa saber sobre hipo & hiper tireoidismo